Quase Feliz

Zebeto Corrêa

Compositor: Paulinho Andrade / Zebeto Corrêa

Era uma vez
Eu era quase feliz
Havia uma voz
Cantando à meia luz
Canções de amor e paz
Alguém tocava um jaz
Pude sentir meus pés
Tirando-me do chão

E levitando sutis
Até a nuvem lilás
De gás e algodão
Então pensei que fosse um show
E que haveria bis
Até não poder mais
E se quebrassem os cristais e espelhos no salão

Mas como já dizia a velha vã filosofia
Quando se é quase feliz o tempo passa veloz
E os deuses todos enciumados tramam contra nós
Pobres mortais
Sem direito a qualquer ilusão

E assim a dor atroz
Me pegou à traição
Que terrível algoz
Me devolveu ao chão
Afugentando a voz
Calou toda a canção
E de repente zás
Não era mais a vez
De eu ser quase feliz e cá estou a sós
E esse silêncio, esse breu
E essa solidão

E assim a dor atroz
Me pegou à traição
Que terrível algoz
Me devolveu ao chão
Afugentando a voz
Calou toda a canção
E de repente zás
Não era mais a vez
De eu ser quase feliz e cá estou a sós
E esse silêncio, esse breu
E essa solidão

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital