Terra Santa

Zebeto Corrêa

Compositor: Vânia Morais / Zebeto Corrêa

Vêm de lá meus olhos perdidos na busca infinda
O cheiro doce da chuva na terra santa
Meus sonhos não esquecidos desde menino
Mergulho em mundos criados quando criança

Lá se vão os morros fazendo o contorno do céu
Cortados à mão por trilhas e cavalgadas
Fazendo grotas por entre o verde véu
Brotando água em pedras pelas estradas

E os velhos sonos das vogais escancaradas
Do estalido da lenha ardendo no fogão
Da chuva açoitando a terra molhada
Das águas apressadas do ribeirão

Dias longos, noites de eterno e sincero deleite
De primos, risadas e flores nos canteiros
Sanfona, batuque, viola no terreiro
Mil luzes de estrelas cadentes em ciranda

E o cheiro que vinha de dentro da mata, manhã cedo
Parecia feito de sonhos, diademas
Ao longe o canto risonho das siriemas
Quebrando o silêncio sereno das varandas

E os velhos sons das vogais escancaradas
Do estalido da lenha ardendo no fogão
Da chuva açoitando a terra molhada
Das águas apressadas do ribeirão

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital